Artigos

Existe algo mais poderoso do que Sonhar e ter coragem de ser fiel ao seu sonho? Acredito que sim. É sonhar junto e realizar junto. Vivo isso na Din4mo. Quando encontramos irmãos de Sonho recebemos um presente da Vida. E uma dica de que juntos chegamos mais longe. Que Sonho nos habita? Que Mundo queremos? O que Fazemos nesta direção? Perguntas poderosas para nos lembrar o que de fato importa e trazer felicidade na jornada diária.

Abaixo, um trecho retirado do livro "Captação de Recursos para Startups e Empresas de Impacto" (Alta Books), que tive a honra de escrever com um irmão de Sonho e hoje sócio, Haroldo Torres. Ao assistir esse vídeo que recomendo ao final deste texto, me lembrei desta passagem do livro e resolvi compartilhar com mais sonhadores. 

"Quem é você, Empreendedor?

Todo empreendedor prefere estar à frente do seu negócio, fazer as coisas acontecer, colocar a mão na massa. Mas ele precisará entender melhor a história do seu negócio  para dialogar de forma positiva e construtiva com o mundo financeiro. Precisará entender melhor quem ele é, o que a empresa significa para ele e com quem deseja (ou precisa) se relacionar. É a partir dessa história e desse conhecimento que o empreendedor poderá planejar acessar o mercado financeiro para viabilizar o futuro da sua organização.

Qualquer empresa pode ser pensada como um organismo vivo, definido pela sua estrutura, pelos seus processos internos e pelas suas relações e interações com o ambiente externo: o seu metabolismo. A “alma” da empresa (também chamada de cultura empresarial) costuma ser forjada pelo próprio empreendedor. Isso é ainda mais verdadeiro no inicio do negócio, quando o empreendedor está sozinho (ou quase). Mas esse fenômeno também ocorre em estágios mais evoluídos, quando o empreendedor funciona como uma espécie de ícone da cultura e dos valores praticados pelo time.

Como qualquer indivíduo voltado para os aspectos práticos do mundo, o empreendedor dedica em geral pouco tempo e atenção para olhar para dentro e aprender mais sobre si mesmo. A distração dos fatores externos dificulta ou até mesmo o impede de focar esse olhar interno. Isso pode afastá-lo de perguntas essenciais para a vida e – também -  para o projeto de empreendimento a ser desenvolvido:

  • O que quer, realmente? 
  • Qual o sentido e significado do que faz?
  • O que de fato importa?
  • Quais são os seus princípios?
  • Quais são os verdadeiros pontos fortes e fracos?
  • Com quem quer se relacionar ou não?
  • O que deve ou não fazer neste exato instante, na direção do que deseja?

Estas são  perguntas importantes, que pouca gente se faz. A maioria vai “caminhando... deixando que a vida os leve”. Na empresa, ocorre é o mesmo. Tomados pela lógica operacional e pelas demandas do dia a dia, muitas vezes o espaço dessas perguntas estratégicas é ocupado pelo problema do momento. E de pouco em pouco, a empresa vai se desconectando do significado que originalmente animou o empreendedor na criação desse projeto.

Portanto, aprender e treinar a “ampliação e aprofundamento” do olhar é crucial. E manter as perguntas mais importantes vivas dentro de si é uma forma permanente de treino.

Responder a essas perguntas é, de certa forma responder ao famoso lema: what is the big picture?[1] Essa é uma pergunta essencial. Nas empresas iniciantes, apenas o empreendedor será capaz de dar respostas consistentes a ela."



[1] Numa tradução livre: “qual é o cenário mais geral”?

Compartilho um vídeo que vale a pena conferir - https://youtu.be/Y-PC1C7m7HM

Um fraterno abraço a todos os sonhadores empreendedores!

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –
Din4mo

Marco Gorini

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Din4mo.

Join Din4mo