Artigos

No Brasil e em grande parte pelo mundo afora, startups se tornaram sinônimos de empresas que criam um App. Porem isso é no mínimo uma visão muito curta do termo. É obvio que existe muitas razões para isso, mas meu objetivo aqui é chamar a atenção para as startups de hardware mecânico. As startups de hardware IT já estão tendo mais espaços e desenvolvendo muitas coisas novas que irão causar disrupção em muitos negócios. Porem no mundo das startups de hardware mecânico a coisa ainda é muito rara!
O Grupo PSA tem em sua página de inovação (www.group-psa.com/en/automotive-group/innovation/innovating-with-psa/) uma série de "solicitações" e informações sobre as "solicitações" que eles tem grande interesse em startups que "solucionem" ou inovem disruptivamente. Sendo o setor automobilístico o maior investidor em R&D com mais de 100 bilhões de dólares anuais investidos, esta é sem dúvida uma grande oportunidade e mudança da segunda maior fabricante européia de carros.
O grande problema é que se aceleradoras, investidores e VC jã tem uma grande resistência em investir me hardware IT, imaginem em hardware mecânico (automobilístico) que é o clube mais exclusivo e difícil de se entrar. Porem as recompensas são proporcionais.

Eu inventei e patentiei o primeiro compressor térmico para sistemas de AC/R fixo e móvel do mundo. Em AC/R fixo, utilizará energia térmica CSP para pressurizar o gás refrigerante e ao mesmo tempo o motor/compressor irá gerar eletricidade localmente. O modelo de negócio é inovador também, vamos alugar os KITs para médio/grande consumidores de AC/R (Supermercados, Hotéis, Hospitais, Shoppings, Cadeia Alimentar, etc.) e cobrar por tonelada de refrigeração e KWh entregues. Assim os clientes pagam pelo o que recebem, não tem que gastar e imobilizar capital e a Solair tem um rendimento mensal que crescerá com cada nova instalação. Quem perderá com isso serão as empresas de distribuição e geração de eletricidade, nosso concorrentes! Contudo, gerando AC/R e eletricidade localmente via energia solar, é muito difícil que consigam concorrer.

No caso de AC/R veicular (móvel), Solair automotive usa da energia térmica desperdiçada pelo cano de escape dos veículos. Ônibus são a melhor porta de entrada para nossa solução pois tem grandes motores desperdiçando grande quantidade de energia térmica, muito espaço no chassi para receber o compressor térmico e seus donos são pragmáticos. As montadoras são grandes empresas com alta complexidade e politicagem e levam de 5-7 anos para colocar algo de novo dentro de seus carros. Como o Solair é uma simples troca de compressor (todo o resto do sistema AC fica inalterado), para ônibus e caminhões vendidos, sua instalação significará economia imediata na próxima viagem com AC. No caso dos ônibus de transporte municipal em SP, a frota tem 15.000 ônibus que rodam mais de 1 bilhão de Km/ano e consomem 439 milhões de litros de diesel/ano. Se todos tivessem AC (e irão ter, pois é uma exigência e prefeito vai sentir o calor da falta de AC!), seriam gastos mais 84 milhões de litros de diesel/ano a um custo de R$250 milhões/ano. Um compressor mecânico para um ônibus grande (19 metros) custa mais de R$12 mil a unidade!

Estamos procurando um CTO (expert em AC/R móvel), COO e um CFO para completar o time. Investimento e iremos incorporar na Europa ou USA. Já avançamos muito! Se quiser saber mais, entre em contato! Abraços,

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –
Empreendedor

Ph.D. em biotecnologia vegetal pela University of Nottingham, UK. Generalista capaz de unir duas ou mais coisas que para a maioria das pessoas não são conectáveis!

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Din4mo.

Join Din4mo